Você está estudando direito, mas não encontra os livros jurídicos certos para aprofundar seus conhecimentos?

Ou você simplesmente é apaixonado pela leitura e quer conhecer mais sobre os livros jurídicos?

Saiba que com esse artigo, você será apresentado a várias obras clássicas que possuem o cenário jurídico como principal fonte de inspiração!

Então vamos conhecer mais sobre os livros jurídicos que fizeram história e que são grandes influencias para muitos leitores.

O que os livros jurídicos podem ensinar

É de fato que o curso de direito é um dos cursos mais tradicionais do Brasil e em vários cantos do mundo.

Sua influência é histórica e muito importante até hoje para o crescimento das pessoas e das sociedades em geral.

Muitos livros jurídicos nos ensinam como o as leis e suas diretrizes são importantes para vários casos em nossas vidas.

Os livros jurídicos auxiliam o leitor em diferentes formas e abordagens de como a Constituição Federal é exercida no país

Além disso, os livros jurídicos que fizeram história representam a form como o direito agia em comparações de como o direito é hoje.

Também existem os livros que contam historias em tramas que possuem o cenário jurídico como principal tema. Como por exemplo:

  • “O sol é pra todos” de Harper Lee;
  • “O Processo” de Franz Kafka;
  • “Crime e castigo” de Fiódor Dostoiévki;
  • “Memórias do cárcere” de Graciliano Ramos.

Dentre uma grande variedade de ótimos livros jurídicos, citaremos nesse artigo os livros que mais influenciaram os alunos nos cursos de direito no Brasil.

Cinco dicas de livros jurídicos que fizeram história

Dentro os livros jurídicos que fizeram história, seguem abaixo cinco livros de grande influência para um bom estudo:

1-Tratamento de direto penal – parte geral um, de Cezar Roberto Bitencourt.

Esta obra prima é referência para muitos alunos de cursos de direito no país.

Sua importante leitura muitas vezes é obrigatória para juízes, promotores, advogados, legisladores e vários profissionais na área.

2 – Código penal comentado, de Celso Delmanto.

Neste livro o código penal é apresentado de forma completa com comentários, doutrinas e teorias.

Com suas diversas referências à história, o livro conta também sobre tratados internacionais e determinados aspectos processuais.

3 – Manual de introdução ao estudo do direito, de Dimitri Dimoulis.

Nesta obra é tratado quatorze lições para as definições de grandes pensadores.

Os conceitos básicos de sujeito, fato jurídico, relação jurídica e interpretação do direito são temas abordados desse livro. Além de moral, a justiça e a política.

4 – Direito constitucional, de Alexandre de Moraes.

Fazendo parte dos livros jurídicos que são muito importantes no estudo de direito, essa obra também é excelente para muitos leitores.

O mesmo faz análises a doutrinaria e a jurídica da Constituição Federal. O livro também faz comparações da atual Constituição Brasileira com versões antigas.

E também compara com outras constituições de vários outros países.

5 – Direito processual penal, de Paulo Rangel.

Para finalizar muito bem as dicas de livros jurídicos, a obra Direito processual penal não podia faltar na lista.

Esse livro trata dos princípios dentro do sistema de direito processual penal e os fundamentos dentro do sistema acusatório.

A obra também envolve o leitor a discutir sobre as várias questões controversas, tornando um livro de uso e abordagem prática.

Com essas cinco opções de leitura, o seu estudo nos livros jurídicos que fizeram história lhe renderá ótimos conhecimentos na área.

 

 

Portanto existem muitos livros jurídicos ótimos para estudos na área e fácil compreensão

Além dos específicos na área, também existem os livros que inspiram os leitores com histórias em tramas nos cenários jurídicos em seus temas.

Os livros jurídicos podem lhe ajudar nos estudos profundos na área, vale a pena sempre ler e descobrir muito com essas obras!

 

Gostou desse artigo? Confira essas e mais informações cadastrando o seu e-mail em nosso site! Compartilhe nas redes sociais!

Leave a reply